categoria

breves prosas poéticas

breves prosas poéticas

Você devia ficar

15/11/2017

Você devia ficar. Estou torcendo para o seu Uber não chegar nunca. A previsão é de chuva. Há previsão de greve geral. Caos no aeroporto, buracos na rodovia, cataclismo no Japão. Parece que não, mas o Japão tem tudo a ver. E tem também o apocalipse Maia prestes a se concretizar. Ou umas pragas do Nostradamus, ou outra coisa assim. Você  não vai querer pagar para ver. Não vale a pena se arriscar. Melhor mesmo é você não ir. O…

Continue Lendo

breves prosas poéticas

Existem dois tipos de pessoas

25/10/2017

A que pensa se o outro ainda lembra. E a que não lembra. A que se protege. E a que vive. A que sempre lava os copos primeiro. E a que precisa aprender a lavar louça. A que acha que entende o que está acontecendo. E a que sabe que não sabe que não sabe que não sabe. A que promete. A que promete e cumpre. A que odeia o horário de verão. E a que espera que nunca mais haja…

Continue Lendo

breves prosas poéticas

Coisas que você deixou de fazer depois de crescer

06/10/2017

1 – Dizer que ama sua mãe. Todos os dias. Várias vezes ao dia; 2 – Selar a reconciliação com seu irmão dando um abraço (mesmo que a contragosto); 3 – Ver que obviamente, há um coelho esculpido na nuvem; 4 – Pedir para alguém soprar o seu joelho esfolado; 5 – Pedir um pirulito para o cabeleireiro; 6 – Pedir sua tia para fazer um bolo; 7 – Pedir uma surpresa para o dentista; 8 – Deixar claro para…

Continue Lendo

breves prosas poéticas

A gente não morre, não. A gente esquece

20/09/2017

A gente esquece, mas demora. A gente esquece, mas não é agora. Porque ainda faltam duas juras de nunca mais e três ou quatro recaídas. A gente tenta esquecer, fazendo aula de aquarela, de bateria, de krav magá. E no fim da aula, a gente lembra. A gente esqueceria mais facilmente, se não existisse essa música maldita pra atrapalhar. Antes de esquecer, às vezes, a gente chora e limpa a meleca na calça de pijama. Quando a gente pensa que…

Continue Lendo

breves prosas poéticas

A gente se vê

17/09/2017

Não dá para encontrar agora. Mas a gente se vê, hein. A gente precisa marcar. Já faz tanto tempo. É só combinar direitinho. Enquanto isso, a gente vai se falando. Mas a gente se esbarra. A gente se vê por aí, sim. E por aí é qualquer lugar (onde, geralmente, você não está) A gente vai se encontrar. Com certeza. Na próxima semana. Antes do fim do mês. De dezembro não passa. No ano que vem, que já tá quase…

Continue Lendo