breves prosas poéticas

Meninas, mulheres e juros compostos

16/04/2021

Tenho tentado aprender sobre mercado financeiro. Numa das aulas, ouvi que o separa mulheres e meninas é saber o que são juros compostos. O que separa mulheres e meninas é uma fase ruiva, franjas mutiladas pelo tédio, 22 cortes de cabelo — muitos dos quais se propuseram a ser uma revolução pessoal, mas, no fim, foram só cortes de cabelo mesmo. É saber distinguir quais pontes construir, quais demolir. E que algumas delas merecem ter seus escombros queimados, suas cinzas espezinhadas, cuspidas e lançadas ao mar — às vezes, acontece.

São os abismos entre o querer e o realizar, o realizar e o contentar, o perder e o arrepender. É uma pandemia e um impeachment Pilhas de livros, álbuns de retratos e cadernos. Amizades de vinte anos. Seis CEPs. Roupas de estimação. Perdão. Paz aos domingos. Cinco receitas imbatíveis. São fantasmas sentados à mesa e dançando na sala. O que separa mulheres de meninas é não só descobrir que fantasmas existem, mas aprender a dançar com eles. Nos separam, meninas, a distração durante as aulas; antes de matemática e química, agora de educação financeira 3. É saber a importância do sono, do uso do cinto de segurança, do azeite de boa qualidade e, quem sabe, dos juros compostos.

Comments

comments

Postagens relacionadas

Comments

Sabrina Abreu